quarta-feira, 27 de março de 2013

GM DE MARIANA E PREFEITURA

Guarda Municipal DE Mariana publicou no grupo Nivelamento das Guardas Municipais Guarda Municipal DE Mariana 23 de março de 2013 21:16 GUARDAS MUNICIPAIS DE MARIANA PARTICIPAM DE REUNIÃO PARA IMPLANTAÇÃO DA CIPA NA PREFEITURA Com o objetivo de incentivar a saúde e a segurança no trabalho, a atual Administração da Prefeitura Municipal de Mariana trabalha intensamente para implantação da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e na tarde desta última sexta feira, dia 22, uma comissão formada por representantes de vários setores da Prefeitura além do SAAE e do Sindicato dos Trabalhadores, fez sua primeira reunião para discutir alguns detalhes sobre a novidade, esta é uma comissão especial que trabalhará para implantação da CIPA, logo após a implantação acontecerá à eleição para que sejam escolhidos os membros que irão compor essa Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Para compor a comissão especial que trabalhará na implantação da CIPA dois Guardas Municipais foram indicados pelo COMANDO, sendo eles o GM André Machado e o GM Valério Freitas que ambos são Técnicos em Segurança do Trabalho e poderão contribuir em muito para a implantação desta Comissão A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é um instrumento que os trabalhadores dispõem para tratar da prevenção de acidentes do trabalho, das condições do ambiente do trabalho e de todos os aspectos que afetam sua saúde e segurança. A CIPA é regulamentada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) nos artigos 162 a 165 e pela Norma Regulamentadora 5 (NR-5), contida na portaria 3.214 de 08.06.78 baixada pelo Ministério do Trabalho. A constituição de órgãos dessa natureza dentro das empresas foi determinada pela ocorrência significativa e crescente de acidentes e doenças típicas do trabalho em todos os países que se industrializaram. A CIPA é composta de representantes do empregador e dos empregados, de acordo com o dimensionamento previsto, ressalvadas as alterações disciplinadas em atos normativos para setores econômicos específicos. No Brasil, esta participação, prevista na CLT, se restringe a CIPA, onde os trabalhadores formalmente ocupam metade de sua composição após eleições diretas e anuais. A implementação da CIPA vai ser de grande valia para todos os servidores municipais, inclusive para os da Guarda Municipal, pois ela vai regulamentar o ambiente de trabalho e, com isto, haverá uma humanização do trabalho no quadro de servidores da corporação. Todos ganham em especial à sociedade que terá uma resposta ainda mais positiva em decorrência das melhores condições de trabalho para Instituição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário