quinta-feira, 16 de abril de 2009

III CISED: Qual o Papel da Guarda Municipal no contexto da Segurança Pública?


Qual o papel da Guarda Municipal no contexto da Segurança Pública? Essa questão foi o ponto de partida para a terceira edição do CISED (Ciclo de Segurança em Debate), realizado nesta quarta-feira, 15 de abril, em Belo Horizonte. O evento, que foi promovido pela FGR (Fundação Guimarães Rosa) em parceria com a FUNDAMIG (Federação Mineira de Fundações e Associações de Direito Privado), aconteceu no Teatro Isabela Hendrix e contou com ampla participação dos diversos setores da sociedade. Cerca de 300 pessoas de 35 cidades mineiras estiveram presentes no CISED, dentre elas representantes das Guardas Municipais, Corpo de Bombeiros, Polícias Civil e Militar, Rotary Internacional, além de estudantes e empresários.

Para ampliar o debate, foram organizadas mesas de discussão com o secretário Municipal de Segurança Pública e Patrimonial de Belo Horizonte, Cel. Genedempsey Bicalho Cruz; o cientista social e Cel. da Polícia Militar, Euro Magalhães; a coordenadora-geral Substituta de Ações de Prevenção em Segurança Pública da SENASP (Secretaria Nacional de Segurança Pública), Cátia Simone Gonçalves; e o delegado geral da Polícia Civil de Minas Gerais, Jésus Trindade Barreto.

Segundo a representante da SENASP, Cátia Gonçalves, o sistema público de segurança no Brasil precisa contar com uma maior participação da sociedade para que os problemas da área sejam resolvidos. “A população tem que integrar às discussões, dizer o que deve ser feito para melhorar a situação”, diz. Nesse sentido, a Guarda Municipal colabora por atuar diretamente com os cidadãos, nas ruas, o que os garante uma percepção mais próxima do que acontece nas cidades. Ela também defende a aplicação efetiva da legislação no país como medida para diminuir a criminalidade. “A gente não precisa de mais leis. O que nós precisamos é que as leis existentes sejam eficazes”. Para o cientista social e Coronel da PM, Euro Magalhães, o trabalho das Guardas Municipais funciona como um inibidor de delitos, pois “apenas a presença desses profissionais nos espaços públicos já garante uma ordem maior”.

As discussões e apontamentos feitos no CISED devem servir de base para a Conferência Nacional, prevista para o segundo semestre deste ano. O Ciclo de Debate terá nova edição no mês de novembro, quando serão abordados outros assuntos referentes à Segurança Pública.

Fonte: Fundamig

Nenhum comentário:

Postar um comentário